English | Español | Português  
 

Home

About

Publications

Data

Questionnaires

Partners

Links

Contact Us


   

Resumo

O processo de envelhecimento impinge no funcionamento normal das sociedades e no bem-estar relativo, não somente dos idosos, como também da população mais jovem. Os impactos mais importantes têm a ver com os sistemas de previdência e de aposentadoria, a composição da força de trabalho, os arranjos de habitação familiar, as transferências entre famílias e entre gerações, e a saúde dos idosos. A importância relativa de cada um destes fatores é, claro, variável e depende dos regimes demográficos locais e as peculiaridades institucionais. O que é certo, porém, é que os acontecimentos associados com o processo de envelhecimento humano (isto é, a diminuição gradual da saúde física e mental, a diminuição nos anos restantes esperados de vida ativa e saudável, a remoção parcial ou completa de participação no mercado de trabalho, e a dependência aumentada nas transferências públicas e privadas de renda) todos implicam que o crescimento na população idosa aumentará a demanda de serviços de saúde. SABE é a primeira base de dados multinacional para estudar estes assuntos em países que já estão sofrendo uma taxa inédita de envelhecimento incluindo a Argentina, Barbados, o Brasil, o Chile, Cuba, o México, e Uruguai.

Objetivos do Estudo

  • Descrever as condições de saúde dos idosos (60+) com respeito a condições crónicas e agudas, a deficiência, e a diminuição física e mental com atenção especial aos com mais de 80.
  • Avaliar o acesso a, e o uso de, serviços de saúde pelos idosos, incluindo os localizados fora do sistema médico formal, e as condições sob as quais os indivíduos procuram acesso a serviços e recebem os mesmos.
  • Avaliar a contribuição relativa de três fontes de apoio à satisfação das necessidades relacionadas a saúde entre os idosos, a saber, as relações e redes familiares, a assistência pública, e os recursos privados (renda e patrimônio).
  • Analisar as diferenças na auto-avaliação das condições de saúde, o acesso declarado a cuidado médico, e as fontes de apoio especialmente, mas não exclusivamente, com respeito a classe social, sexo, e faixa etária.
  • Avaliar as relações entre fatores estratégicas, como o comportamento relacionado com a saúde, a história ocupacional, as condições sócio-econômicas, o sexo, e a faixa etária nas condições de saúde avaliadas pelos indivíduos quando do levantamento e relatados por curtos períodos de memória antes do levantamento.
  • Executar análises comparativos entre países que compartilhem características importantes mas que difiram num número de fatores como o papel de apoio familiar, a assistência pública, o sistema médico, e os comportamentos relacionados com a saúde e a exposição a condições de risco.

Please send questions, comments or suggestions to cdhadata@ssc.wisc.edu.